Exames

Documentações odontológicas

Visualização dos exames radiográficos, fotográficos, moldagem, traçados e laudos, em um ambiente seguro, disponível em nosso site.

Através de um usuário e senha, o profissional tem acesso aos exames de seus pacientes, de forma muito rápida e eficiente.

Radiografias
Extra-bucais

Radiografias
Intra-bucais

Tomografia Computadorizada por Feixe Cônico

A tomografia computadorizada por feixe cônico, é um método inovador de diagnóstico, com aplicações direcionadas à aquisição de imagens faciais. Esta modalidade de exame, geralmente realizado em poucos minutos e com baixa dose de radiação, permite a aquisição de imagens volumétricas de toda a face, possibilitando reconstruções tridimensionais de tecidos duros e moles, além de cortes anatômicos em qualquer plano de orientação escolhido pelo operador.

Muito superior às técnicas convencionais, a utilização desses recursos pode ser observada em diversas áreas da Odontologia e Medicina (como na Implantodontia, Ortodontia, Cirurgia Bucomaxilofacial, Endodontia, DTM e outras).A Clínica Radium não realiza apenas exames de tomografia computadorizada, mas desenvolve um novo método para a utilização deste recurso com uma filosofia própria para o processamento do exame, de forma que, através da excelência na aquisição e pós-processamento da imagem, seja possível a obtenção de diagnósticos mais criteriosos e precisos.

Radiologia Digital

O Radiologista passou a conviver com um novo conceito de representação do objeto radiológico – a representação digital. Enquanto a uma representação analógica subjaz uma possibilidade infinita de valores diferentes distribuídos no espaço, uma representação digital é discreta, com mudanças bruscas entre valores que são invariáveis dentro de certos limites, cuja dimensão define a unidade elementar da imagem, designada por pixel (picture x element). No equipamento tradicional o estudo é obtido da sensibilização de um filme comum por meio de raios-X.

Na radiologia digital, o filme convencional é substituído por uma película especial, sensível aos raios-X, que é lida por equipamento moderno de computação, o que proporciona uma imagem de alta resolução.

Esta representação digital leva a uma resolução espacial pior que a da imagem analógica. Realmente uma radiografia simples, que é uma imagem analógica, tem como limite da resolução espacial o tamanho do grão fotográfico, muito mais pequeno que o tamanho do pixel.

Quais são as vantagens das imagens digitais?

Em primeiro lugar na resolução de contraste que advém da incomensuravelmente maior discriminação dos novos receptores e da diminuição do ruído que é cerca de 1/10 do da radiografia. Só este fator tem um peso muito significativo no índice sinal/ruído, tornando a imagem muito mais diagnóstica.

Mas além disso, a radiografia convencional, ao mesmo tempo que é um detector pouco discriminativo, de valores fixos, e documento único, sobre o qual se faz a leitura, ainda tem de ser transportada até todos os potenciais utilizadores, e finalmente tem de ser arquivada. Ao contrário, a imagem digital contempla a possibilidade de ser representada de múltiplas maneiras, utilizando a restrita gama de cerca de 30 cinzentos que os nossos olhos são capazes de discriminar, entre as milhares que o processo disponibiliza, centrados em estruturas diferentes e com representações diferentes.

Num tórax, por exemplo, pode-se centrar a imagem nas altas atenuações e assim estudar o medias tino e a coluna, ou pode-se centrar a imagem nas baixas atenuações e estudar o parênquima pulmonar. Com o uso criterioso deste sistema de janelas, as subtis diferenças de contraste podem ser postas em evidência.

Nossos convênios